As artes marciais são praticadas com a finalidade dentre outras razões de auto-defesa e da submissão do adversário usando diferentes técnicas. Com o uso destas técnicas de combate, as artes marciais se concentram em alcançar o equilíbrio físico, mental e espiritual.
 
Devido ao desenvolvimento das artes marciais em diferentes áreas do planeta, seu enfoque se espalhou não somente para o combate físico, para a defesa pessoal, para a arte em si, mas também para competições esportivas, incluindo os Jogos Olímpicos.
 
A arte marcial também se concentra no desenvolvimento do caráter humano através da disciplina e da participação social, não importa quão difícil a personalidade, pode ser para se moldar. A prática traz benefícios físicos, o aumento da auto-confiança e a tranquilidade, reduzindo o estresse.
 
A respiração correta, atividade aeróbica acelerada e coordenação físico motora são fundamentais. O condicionamento da respiração e seu uso correto traz benefícios físicos e psicológicos, com enfoque no comportamento correto do corpo humano, diminuindo a fadiga física.
 
Depois da Segunda Guerra Mundial a ocupação do Japão na Coréia terminou. Várias escolas e estilos brotaram. Os mestres ensinavam uma mistura de artes marciais Coreanas com elementos das artes Japonesas que eles aprenderam durante o tempo da ocupação.

A FILOSOFIA DAS ARTES MARCIAS 

Uma dessas escolas era a Moo Duk Kwan fundada pelo Grão Mestre Hwang Kee. A outra foi a Chungdokwan através do Grão Mestre Won Kuk Lee. Estas duas escolas ensinavam dois estilos diferentes de Taekwondo. O Tang Soo Do tem as suas raízes no estilo Moo Duk Kwan de Taekwondo, porém existem vários estilos de Tangsoodo. Na foto ao lado está o Grão Mestre Hwang Kee. 

 

As artes marciais foram criadas e adaptadas pela língua, cultura e filosofia de onde foi inicialmente praticada. É composta de várias formas de socos, chutes, joelhadas, cotoveladas, técnicas de cabeçadas e assim por diante. Independentemente dos nomes ou a maneira pela qual ela é conhecida ou praticada. 

 

Há uma grande variedade de técnicas e golpes, começando com o assalto em que a força do atacante é usada para ferir e repelir a abordagem do adversário. Outra técnica é usar a própria força do oponente contra ele mesmo. Defesa através de torções de braço , de perna, chaves, imobilizações, combate no solo, estrangulamentos,  submissões ou deferimentos de golpes traumáticos no chão, também são incluídos. 

 

O estudo e a prática de artes marciais não é apenas baseado no aspecto físico da força, mas também é o estudo da anatomia humana, conhecer as suas articulações , movimentos, pontos de resistência, conhecendo seus limites, pontos fracos, pontos vitais e pontos de submissão. Seja em competição ou em defesa pessoal, a integridade pessoal de um indivíduo ou de um grupo deve ser primordial, pelo fato do aluno aprender técnicas que podem levar a contusões graves, nocautes , ou até mesmo a morte. Um praticante de arte marcial não pode ser substimado. E ele mesmo deve ter consciência de seu potencial e não usar sua técnica, a não ser em extrema necessidade. 

 

A importância de estudar as técnicas de treinamento individuais do corpo humano e o domínio de movimentos através da repetição nos leva a concordar com isso, é vital saber todos os movimentos, estilos, modalidades, técnicas, formas de combate e defesa pessoal. É a mesma coisa com um estudante da ciência médica, ele estuda o corpo humano completamente, o que o leva a ser um praticante de medicina geral ou um clinico geral e só depois decide qual será a sua área de especialização. O mesmo se aplica às artes marciais. Considerando-a como um todo, deve ser estudada com suas técnicas próprias, de acordo com o que é adequado a cada indivíduo, deve ser desenvolvido fazendo-o sentir-se livre para fazer um melhor uso do que ele aprendeu e com mais confiança. 

 

Quarenta anos de experiência em artes e treinamento em vários tipos de escolas e estilos marciais, levou-nos a desenvolver a nossa própria técnica em que os movimentos são praticados de forma confortável e adaptados às situações, sempre tendo em conta a limitação do ser humano e sua fragilidade. Essa fragilidade é superada através do conhecimento das diferentes técnicas que podem ser utilizadas nas mais diferentes formas e em várias situações. 

 

Estas técnicas ao longo dos anos, nos levou a concentrar em um estilo, técnica de treinamento própria e particular, que é mais moderno e mais eficiente, adaptada a qualquer realidade, daí o uso do nome "HYEONDAEDO". HYEONDAE, em coreano, significa "moderno ou contemporâneo". Uma forma mais versátil de se relacionar com o ser humano, uma relação mais pessoal e mais perto do aluno, menos formal, em comparação com a maioria das outras escolas. O "DO" é a filosofia, o caminho, a arte e a maneira que o esporte é ensinado. Então, em suma, vários estilos são praticados em uma única modalidade. 

 

A filosofia do "HYEONDAEDO" inclui, mas não está limitada a observar as diferentes escolas de formação, e incluí-las em um único estilo, não só em movimentos, ataques e sequencias, mas na forma de ensinar e no currículo. 

 

Aroldo Martins © Direitos Reservados. Vedada a utilização parcial ou total dos textos sem a prévia autorização do autor.

GM Hwang Kee

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now